Review Drako

Posted by:

Presenciar um embate contendo um dragão é algo épico, mesmo que só no imaginário, participar de uma batalha seria extraordinário, sendo o desafiante ou o próprio dragão. Então escolha seu lado, dragão ou anões?

Em Drako, um jovem dragão é atraído para uma armadilha feita por anões, com sua perna presa por uma corrente, ele luta por sua sobrevivência. Normalmente ele é o caçador, mas hoje ele era a caça.

O Jogo:

Drako é um jogo assimétrico para apenas 2 jogadores, nele um jogador controlará 3 anões contra outro jogador que controla um dragão. O objetivo dos anões é capturar o dragão ou mata-lo, enquanto o dragão tenta fugir ou matar todos os anões.

Componentes:

                No Brasil, o jogo foi trazido pela Conclave, os componentes são encantadores. São 3 tabuleiros de excelente qualidade, com artes muito bonitas, as fichas de vida são do mesmo material dos tabuleiros. Há um baralho para anões e outro para o dragão, além das miniatura muito bem acabadas.

                Sou suspeito falar, afinal gosto da temática envolvendo dragões, mas o jogo está impecável.

Game Play:

                Cada jogador conta com um baralho, ele contém os movimentos, ataques e defesas que o jogador poderá fazer durante a partida. As cartas são totalmente diferentes, então, é bom conhecer as cartas antes de embaralhar e começar a jogar. Após fazer isso, ambos os jogadores sacam 4 catas dos seus baralhos. Se não satisfeito, o jogador pode, apenas uma vez, devolver as cartas ao baralho e sacar 4 novas.

                O tabuleiro é em formato de arena, com espaços hexagonais, o dragão sempre começa no espaço central, o jogador dos anões escolhe onde cada um dos 3 anões começaram, desde que não seja adjacente ao dragão.

                Após essa preparação, o jogo prossegue em turnos alternados entre os jogadores até o final. O primeiro turno é do dragão, porém ele faz apenas uma ação.

                Em seu turno o jogador poderá fazer 2 ações, comprar cartas ou usar uma carta. Quando comprar cartas, o jogador deve sacar 2 cartas, se a quantidade passar de 6 cartas, as excedentes devem ser descartadas antes da próxima ação.

                Para jogar uma carta, o jogador revela uma carta de sua mão e pode fazer uma das ações descritas nos símbolos, seja atacar ou mover. Há vários símbolos diferentes com efeitos diferentes.

Nas cartas dos anões contém:

                – Machado: Um ataque corpo-a-corpo, ou seja, o anão que desfere o golpe deve estar adjacente ao dragão. O número é quantos danos o dragão recebe caso não defenda o ataque.

                -Machado duplo: Pode fazer um ataque com dois anões, ambos os anões devem estar adjacentes. O dragão deve se defender com um escudo para cada anão.

                -Pegada: Um anão pode se mover o no máximo o número indicado

                -Pegada dupla: Pode mover dois anões até o máximo o número indicado

               -Flecha: Se o anão com a besta ainda estiver vivo, ele pode disparar um tiro. (há uma regrinha para a linha que a flecha pode percorrer)

                -Rede: Se o anão que possui a rede ainda estiver vivo, ele pode prender o dragão no espaço que estiver no momento. Para se livrar da rede o dragão deve gastar duas ações consecutivas, ou seja, um turno, se não ele pode apenas atacar e se defender.

                -Escudos: Contam como uma defesa

Nas cartas de dragão contém:

                -Garras: Um ataque corpo-a-corpo, ou seja, a um anão que esteja adjacente.

                -Pegada: Se ainda possuir as patas, pode se mover até o máximo do valor indicado

                -Asa: Se ainda possuir as asas, pode se mover para qualquer espaço vago no tabuleiro

                -Fogo: Se ainda possuir garganta, pode lançar chamas em linha reta, atingindo todos os anões nessa linha (a linha obedece a mesma regra da flecha). Para se defender, deve-se gastar um escudo para cada anão atingido. O Dano é o valor indicado.

                -Escama: É a defesa.

                Quando um jogador, no seu turno, faz um ataque, o outro jogador pode se defender, descartando uma carta de defesa.

                A partida termina de duas maneiras, quando um dos lados é exterminado ou quando um jogador precisa fazer uma ação e não possui cartas para jogar ou comprar. Ressaltando que os jogadores sempre devem realizar as 2 ações do seu turno.

Dicas:

                Drako é um jogo tático e assimétrico. Então jogar com dragão ou anões é totalmente diferente. Há pessoas que se adaptam melhor com um ou com outro estilo.

                Geralmente a partida é curta, e é um jogo compacto. Isso facilita pra carregar junto para os lugares. Caso você seja de transportar seus jogos.

                Essa dica aparecerá em todas as minhas reviews. Se você tem um grupo que joga sempre e você gosta deste grupo tudo bem, mas se conheceu qualquer jogo em um grupo não usual, antes de decidir se gostou ou não, experimente uma partida com outras pessoas. Pode parecer obvio, mas a diversão pode ser muito maior com as pessoas certas.

                Como ele é só para duas pessoas, em jogatinas é interessante para os adiantas jogarem para esperar os atrasados.

                Se você mora com alguém que gosta de jogar, é interessante pra quando dá aquela vontade repentina de jogar um pouquinho.

 

0
  Artigos Relacionados
  • No related posts found.

Add a Comment