Acordo Entre Gaiman e McFarlane Encerra Briga Jurídica

Posted by:

O juiz Charles G. Case II, do Tribunal Federal de Falências do Arizona, ordenou a liberação de 382 mil dólares (acrescidos de juros) de uma conta bloqueada referente a falência da Todd McFarlane Productions, para fins de pagamento de Neil Gaiman com base em um acordo secreto alcançado em seu litígio no tribunal federal de Wisconsin.

O dinheiro na conta bloqueada, depositado em 2008, foi chamado de “Provento de Seguros Gaiman”, presumivelmente porque a Todd McFarlane Productions havia recolhido o dinheiro de uma apólice de seguro.

Gaiman ganhou o primeiro round na ação há quase dez anos . Ele tinha royalties devidos referentes a co-criação das edições 9 e 26 da HQ Spawn, e das edições 1 – 3 da HQ Angela, que somaram vendas bastante significativas e incluíram royalties sobre os 5 milhões de dólares referentes à venda das HQ’s e brinquedos no atacado.

spawn 9

Como o acordo final foi realizado em segredo, não foram divulgadas eventuais somas adicionais que ainda possam vir a ser pagas para Neil Gaiman. Também não é conhecido o custo movimentado por Gaiman durante os mais de dez anos de litígio contra a Todd McFarlane Productions, mas é provável que os 400 mil dólares não sejam suficientes sequer para cobrir as suas custas no processo.

O problema começou em 1993, quando Neil Gaiman criou dois novos personagens, o Spawn Medieval e uma caçadora de Spawns chamada Angela. Os dois ficaram bastante populares e passaram a ser muito importantes dentro do universo do anti-herói.

Entretanto, McFarlane não deu os créditos da criação desses personagens para Gaiman e acabou agindo da mesma maneira que grandes editoras norte-americanas fazem com seus criadores. A falta de crédito pelos trabalhos de escritores e desenhistas foi o principal motivo alegado por McFarlane e outros artistas para abrir sua própria editora – e assim foi criada a Image Comics.

Gaiman declarou que doará qualquer quantia excedente sobre os seus custos para a caridade.

 

0
  Artigos Relacionados

Add a Comment