Dungeoneer – Advanced Fighting Fantasy

Posted by:

Dungeoneer é o primeiro dos três livros de regras que compõem o RPG Advanced Fighting Fantasy. Escrito por Marc Gascoigne e Pete Tamlyn foi publicado originalmente na Inglaterra em 1989 e no Brasil em 1993. O sistema baseia-se na série Fighting Fantasy (também conhecida no Brasil como Aventuras Fantásticas), criada por Steve Jackson e Ian Livingstone.

DungeoneerDungeoneer foi um dos primeiros sistemas de RPG com tema Fantasy lançado no Brasil, perdendo apenas para Tagmar (e talvez para o Gurps Fantasy, que eu não lembro em que ano foi lançado).

Alem de Dungeoneer, foram lançados no Brasil Out of The Pit (livro de Criaturas) e Titan – O Mundo de Aventuras Fantásticas (livro de cenário) e Blacksand. Ficou de fora apenas Allansia, que nunca foi lançado em português.
Embora as aventuras solo da série Fighting Fantasy continuem a ser publicadas até os dias de hoje, a linha Advanced Fighting Fantasy não teve boa aceitação e foi descontinuada ainda na metade dos anos 90.

Apesar de simpatizar bastante com o sistema, em todos os anos de loja nunca conheci sequer um grupo de jogo de Dungeoneer. De modo geral, naqueles tempos RPG simples era quase sinônimo de RPG ruim e para cada 50 módulos básicos de GURPS vendidos na Raccoon, era vendido somente um Dungeoneer

O Livro

Dungeonner fornece a todas as regras para o sistema Advanced Fighting Fantasy e inicia com uma apresentação simplificada das regras e com uma aventura de exemplo para introduzir os jogadores e o mestre ao sistema.

O livro utiliza o termo Heróis para descrever os jogadores e Diretor para descrever o Mestre.

Em A Torre do Feiticeiro, os jogadores tem a missão de entrar na torre do mago Xortan Throg, que raptou a princesa Sarissa de Salamonis. Os jogadores devem matar o feiticeiro e resgatar a princesa. Porem, uma vez que esta tarefa for cumprida, é revelado aos jogadores que o feiticeiro morto é apenas um simulacro do real Xortan Throg, o que leva a um gancho para a segunda aventura contida no livro.

Depois desta aventura introdutória seguem-se as regras para criação de personagens, combate e descrição de ações e situações, tais como escalada, armadilhas, magia, etc.

Após a apresentação das regras completas vem a conclusão da aventura inicial: A Vingança do Feiticeiro.

Esta segunda aventura apresenta aos jogadores a missão de viajar para a cidade de Blacksand e matar o real Xortan Throg.

O livro encerra com dicas sobre como executar uma campanha completa com o sistema Advanced Fighting Fantasy.

Com o movimento Old Scool RPG ganhando força Dungeoneer foi promovido ao status de RPG Cult. Quer introduzir alguém ao mundo do RPG? Dungeoneer e as aventuras solo que estão sendo relançadas pela Jambô são uma boa pedida.

Dungeoneer, Blacksand! e Titan podem ser encontrados na d3 Store por um preço bem acessível.

4
  Artigos Relacionados

Comments

  1. JEY  julho 13, 2010

    que nostalgia…

    dungeoneer foi o primeiro RPG que joguei na vida, inclusive que comecei já mestrando…

    na época eu era muito moleque, então não sei dizer o porquê da baixa aceitação.

    é um jogo realmente muito simples, que combina muito com as aventuras solo, como o calabouço da morte(é isso?) e, se não me engano, o feudo sangrento de alteu também…

    enfim, acho que todo mundo curtiria uma aventura solo para se jogar no tempo livre, embora eu não veja muito futuro nos livros para mesa…

    abraços e bons dados!

    reply
  2. Nestor Burlamaqui  dezembro 10, 2010

    Nunca joguei Dungeoneer. Sempre fui mestre de D&D, mas agora estou com muita vontade de jogar esse sistema. Cativou-me pela simplicidade e liberdade. A criação dos personagens é muito rápida. Os combates aparentam ser bem mais rápidos também. Privilegia a narração, o roleplay e a imersão no jogo. E o sistema de Magias? O melhor que já vi. Show de bola!

    reply
  3. adriano  agosto 11, 2011

    Dungeoneer. joguei muito na epoca acho que 94 ou 95 jogava tbm hero quest.

    reply

Add a Comment


  1. Novidades na Loja: Dungeoneer! |  fevereiro 15, 2013